Notícias

19.07.2021

Tanquinho de Guerra Chamado Mariana

"Mariana nasceu com 25 semanas, pesando 865g de parto normal devido a uma corioamnionite. Tive uma infecção de urina assintomática e provavelmente outra infecção subiu para a membrana cório, além de tudo isso, coloquei DIU com a Mariana com quatro semanas. O exame beta HCG de sangue deu negativo, e eu coloquei o DIU já grávida. Na 9º semana tive enjoos e para tranquilizar meu namorado fiz um teste de farmácia, e BUM! Grávida!

Tentamos inibir o parto prematuro com diversas medicações, porém sem sucesso.Mariana nasceu com apgar 8/9, chorou bem baixinho e logo seguiu para a UTI neo onde foi entubada, e colocado acesso venoso umbilical.

Tratamos cinco infecções onde somente uma a cultura deu positiva, tratou duas meningites presumidas, onde a cultura do líquor se mostrou negativa, teve apneia da prematuridade, suspeita de convulsão. Mas depois tudo se normalizou com o tempo.

Passou 37 dias entubada, passou para o cpap, cateter e desmamou do oxigênio, na UTI conseguiu fazer a translactação. Assim que chegamos no quarto da internação, com alta da UTI, tudo desandou, não queria se alimentar bem no peito, nem trans, nem finger, nem copinho. Iniciamos com a mamadeira, teve certa dificuldade, compramos um bico maior e ela conseguiu mamar com muito escape.

Assim que chegamos em casa, ela se reorganizou e estamos dando o bico para iniciar a translactação novamente. Foram 102 dias de UTI, mais 5 dias de internação, totalizando 107 dias.

O canal arterial se fechou sozinho ainda no começo e a retinopatia da prematuridade regrediu após a retirada do oxigênio, ainda estamos acompanhando com o oftalmologista. Mantenham a calma, cada bebê é um bebê, só Deus pode nos ajudar e cuidar de nossos pequeninos."

(Relato da mamãe Daniela, enviado em 2020)

Compartilhe esta história

Histórias Reais

Veja histórias por:

Receba as novidades

Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no universo da prematuridade.