Notícias

01.09.2021

Meus Dois Milagres

“Tive dois filhos prematuros, o primeiro quando tinha 23 anos ele nasceu de 30 semanas, não fiz pré-natal e não sabia qual era o sexo, só fui descobrir no nascimento.

Domingo pela manhã senti como se estivesse fazendo xixi, fui ao banheiro e vi que era muito sangue, fui direto ao hospital. Chegando lá, fizeram um ultrassom e encontraram duas placentas, uma delas rompeu e o bebê nem chegou a se formar. Com a do outro bebê estava tudo em ordem, tomei Buscopan e corticóides para o amadurecimento do pulmão do bebê.

Fiquei quinze dias indo para o hospital com muita dor, não conseguia nem levantar da cama. Era quinta-feira e o médico disse que meu bebê precisava nascer, com o bebê estava tudo bem, mas a mãe corria grande risco, por conta das dores e do sangramento por quinze dias. Tomando soro e em jejum, com seis centímetros de dilatação, resolveram deixar o parto para o dia seguinte. Na sexta-feira às 18h nasceu o meu bebê, pesando 1.775kg e 42 cm, descobri que era um menino e coloquei o nome de Victor Raphael, Victor de Vitória e Raphael pois era nome de anjo. Victor ficou três dias na UTI e depois mais alguns dias na UCI para ganhar peso, hoje ele está com 9 anos e graças a Deus muito bem.

Passados oito anos, com medo, resolvi engravidar outra vez. Fiz todo o pré-natal, descobri que era um menino novamente. Tudo ocorreu bem até às 28 semanas, meu médico queria aplicar injeção de corticóides, como já tinha um filho prematuro, mas eu não quis, tinha ficado traumatizada. Naquele mesmo dia, esqueci de falar para o médico que estava com um corrimento verde, como minha cunhada teve, achei que fosse normal.

No dia 17/12/19 resolvi ir no médico chegando lá, o médico já me colocou em repouso absoluto, eu não podia mais levantar da cama, aplicaram injeção de corticóides e antibióticos. Em um sábado minha bolsa estourou, só realizaram a cirurgia na quarta-feira, porque meu líquido estava muito baixo. Meu bebê nasceu na madrugada, no comecinho de quinta-feira às 4:20h, Miguel Vicenthy, 1.800Kg e 42 cm, meus dois filhos nasceram de parto normal e entrei em trabalho de parto antes do tempo. Miguel foi direto para UTI, pegou uma infecção no sangue e teve que tomar antibióticos por 9 dias, depois foi para UCI, perdeu apenas 200 gramas.

No dia 25 de janeiro de 2019 ganhou alta, ficou dez dias em casa, manifestou outra infecção mais grave e precisou retornar ao hospital. Permaneceu por quinze dias no hospital e fez uma transfusão de sangue. Hoje está com nove meses e está muito bem. Agradeço pelos meus dois milagres!”

(Relato da mamãe Alessandra, enviado em 2019)

Compartilhe esta história

Histórias Reais

Veja histórias por:

Receba as novidades

Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no universo da prematuridade.