• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Prematuridade é destaque no 15º Congresso Paulista de Pediatria

27/03/2019 Dra. Silvia Lofredo durante o curso de Reanimação Neonatal

O evento atraiu milhares de participantes durante 4 dias e deu visibilidade ao tema prematuridade

São Paulo – SP, março de 2019 - A prematuridade recebeu atenção especial no 15º Congresso Paulista de Pediatria. O evento, que contou com salas lotadas, foi organizado pela Sociedade de Pediatria de São Paulo entre os dias 23 e 26 de março de 2019 no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, e a Associação Brasileira de Pais, Familiares, Amigos e Cuidadores de Bebês Prematuros (ONG Prematuridade.com) marcou presença com a participação de Aline Hennemann, vice-diretora executiva da entidade.

Além das diversas mesas voltadas para diferentes áreas ligadas à prematuridade, como a de Seguimento do Recém-Nascido Pré Termo Extremo e a de Reanimação Neonatal, na premiação dos melhores trabalhos científicos, os dois primeiros prêmios para os melhores temas livres estão ligados à prematuridade.
Em primeiro lugar ficou “Avaliação das Concentrações Séricas de Vitamina D e Polimorfismos do Gene VDR no Risco de Prematuridade”, de Letícia Verissimo, Fernando Affonso-Kaufman, Fernanda Cafeo, Roseli Sarni, Fernando Fonseca, Bianca Bianco, Fabíola Suano-Souza (Faculdade de Medicina do ABC).

Já o segundo lugar ficou com “Repercussões da Pré-Eclâmpsia no Fluxo Intestinal de Prematuros”, de Simone Manso de Carvalho Pelicia, José Eduardo Corrente, Saskia Maria Wiegerinck Fekete, Ligia Maria Suppo de Souza Rugolo (Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP, Instituto de Biociências de Botucatu – UNESP).

O Presidente da SPSP, Dr. Claudio Barsanti, reiterou a importância do tema para a instituição: “Nós tivemos realmente a preocupação de ter uma atenção ao neonatologista ou ao pediatra que se dedica mais diretamente ao prematuro. Existem condições fisiológicas e às vezes também fisiopatológicas que são mais específicas e podem estar relacionadas com a prematuridade, então nós passamos essas informações técnicas para que o profissional que atende a criança, o prematuro, em uma rede de saúde perceba determinadas coisas, determinadas condições, para que não deixe passar o diagnóstico e se possa intervir no momento ideal, para que você diminua ao máximo a possibilidade de consequências e sequelas”.

Já para a vice-presidente da SPSP e presidente do Departamento de Neonatologia da SPSP, a Dra. Lilian Sadeck, os indicadores em São Paulo são preocupantes. “Estamos muito preocupados. A gente tem que lembrar que a prematuridade vem aumentando nos últimos anos. Atualmente, se a gente for pensar, nós temos mais de 3 milhões de crianças nascendo por ano no Brasil e destes quase 12% são prematuros, quando a gente considera prematuros abaixo de 37 semanas de gestação”.

Sobre o Método Canguru, a Dra. destacou: “O mais importante é que ele é uma forma de mudar a visão e estar fazendo com que os pais entrem na UTI e participem do cuidado com este bebê. Nesses 36 anos de neonatologia, nós pudemos observar essa grande mudança que foi ocorrendo na assistência ao bebê prematuro. Tentando também, empoderar os pais neste cuidado com o seu filho”.

Os próximos eventos da SPSP voltados para o tema da prematuridade incluem o “Café da manhã com o professor – cuidados com o recém-nascido prematuro: minimizando os riscos”, que acontece no dia 30 de março na sede da SPSP, e o “Curso teórico prático de reanimação do prematuro da sala de parto”, dia 26 de abril também na sede da SPSP.

A Prematuridade.com aproveitou a ocasião para realizar uma Live com o presidente da SPSP, o Dr. Claudio Barsanti, e a vice-presidente da SPSP e presidente do Departamento de Neonatologia da SPSP, a Dra. Lilian Sadeck. Confira a entrevista na íntegra aqui.



Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se