• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Miguel, o amor da vida da mamãe Luana

29/06/2016 destaque-noticia

"Meu nome é Luana, sou a mamãe do Miguel.

Com 1 ano de casados, eu e meu marido resolvemos engravidar. Com 6 meses que tinha parado o remédio, fui ao médico, pois estava demorando para engravidar, e eu nem estava tomando tanto tempo o medicamento. Fiz vários exames, inclusive o de hormônio, e meu médico falou que eu não engravidaria tão cedo. Como estávamos em setembro, ele mandou voltar em fevereiro para começar um tratamento. Saí de lá muito triste, mas confiante que um dia ainda poderia engravidar.

No dia 3 de outubro, comecei a vomitar muito (algo raro para mim), e os vômitos eram constantes até eu fazer o BHCG. Para minha surpresa, era positivo! Na mesma semana, voltei ao médico e mostrei o exame. Ele riu e falou que não acreditava que eu poderia ter engravidado. A gravidez foi confirmada com a ultrassom.

A minha gravidez foi ótima, não senti nada. Quando eu estava com 33 semanas e 3 dias, em uma sexta-feira, amanheci com muita dor no corpo, febre, mas, mesmo assim, fui trabalhar. Saindo do trabalho, fui a emergência, onde fizeram um monte de exames e não descobriram nada. Fui pra casa 1 hora da manhã e quando eram 4:30, a minha bolsa rompeu.

Miguel veio ao mundo com 2,440kg e 44cm. Ficou na UTI Neo da Unimed por 21 dias, precisou usar o CPAP e o BIPAP, pois a saturação caia constantemente. Com 20 dias, descobrimos que eu tive dengue e passei pra ele. Hoje, ele é o meu amor levado, o amor da minha vida."

miguelcomlogo

Luana, mãe do Miguel

História enviada em 14/11/2014.


  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se