• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Materiais para intubar recém-nascidos estão em falta na maternidade de RR, denunciam servidores

08/05/2020 Sesau afirma que previsão de chegada de materiais é para a próxima quarta-feira (13).

Nós, da ONG Prematuridade.com, enquanto porta-vozes dos bebês e de suas famílias, estamos acompanhando de perto essa situação em Roraima, que é gravíssima. Vamos monitorar, junto às famílias e cuidadores dos prematuros, a chegada desses equipamentos.

Os servidores e pacientes do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazaré procuraram o Roraima em Tempo para denunciar a falta de materiais de intubação. Conforme a denúncia, enviada nessa quinta-feira (7), faltam sondas e cânulas.

"Não tem cânulas tamanhos 2,5; 3,0 e 3,5. A falta é constante e já foi comunicada diversas vezes. Porém, o fato é que com a situação da Sesau [Secretaria de Estado da Saúde], o processo de compra não aconteceu", assegurou a representante da ONG Prematuridade.com, Andresa Barbosa, que recebeu a informação e repassou à reportagem.

De acordo com ela, materiais como estes não podem faltar, pois são essenciais no processo de intubação. "As secreções entopem as cânulas. Os bebês que, às vezes, vamos extubar precisam reintubar. Dessa forma, não dá para darmos uma assistência de qualidade sem materiais adequados", citou.

A denúncia aponta que em 48h, dois bebês precisaram ser intubados. "Um deles foi intubado com uma cânula menor, tamanho 2,0. Só que teve escape de ar, não funcionou e ele teve que ser levado ao Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas [CPAP]", destacou Andresa.

Ela ressaltou ainda que a mãe de uma recém-nascida relatou a falta de sonda. Segundo a mulher, a filha teve que ser levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não tinha a sonda adequada para ela. "Colocaram uma gigantesca nela", declarou a mãe à representante da ONG.

Andresa frisou que apesar de todas as atenções estarem voltadas à Covid-19, outras situações precisam de apoio e um olhar mais apurado, como é o caso do nascimento de prematuros. "Recebi a denúncia e não podia deixar de divulgar, pois se trata de um problema muito sério da Saúde Pública", completou.

OUTRO LADO

Em nota, a Secretaria de Saúde esclareceu que já está tomando todas as providências em relação à falta de cânulas e sondas para o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth.

De acordo com a Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica, "os materiais já foram adquiridos e a previsão de chegada é para a próxima quarta-feira [13]".

Fonte: Roraima em Tempo (notícia original publicada em 08/05/20).
(Foto: Arquivo/Roraima em Tempo/Edinaldo Morais)



Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se