• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Engasgo: como evitar e o quê fazer numa emergência

14/05/2011





Fonte

     Importante estarmos atentos a estes acontecimentos que parecem banais, mas que podem levar à situações bem mais graves.
     Veja as principais instruções da Sociedade Brasileira de Pediatria para evitar o engasgo e a aspiração de corpos estranhos e como proceder caso isso ocorra.



- Não ofereça alimentos a crianças menores de 4 anos, sem amassar e desfiar as fibras.

- Não deixe pedaços de alimentos no prato, principalmente os arredondados.

- Os seguintes alimentos são de risco potencial para a aspiração: sementes, amendoim, castanha, nozes, milho, feijão, pedaços de carne e queijo, uvas inteiras, salsicha, balas duras, pipoca, chicletes.
- Mantenha os seguintes itens da casa, longe do alcance de crianças menores de 4 anos: balões, moedas, bolinha de gude, brinquedos com peças pequenas, bolas pequenas, botões, baterias esféricas de aparelhos eletrônicos, canetas com tampa removível.
- Esteja ciente das manobras de desobstrução que você pode fazer em casa.

- Insista para que as crianças comam à mesa, sentadas. Evite alimentá-las enquanto correm, andam, brincam, estão rindo e não deixá-las deitar com alimento na boca.
- Corte os alimentos em pedaços bem finos e ensine a criança a mastigá-los.
- Supervisione sempre a alimentação de crianças pequenas.
- Fique atento às crianças mais velhas. Muitos acidentes ocorrem quando irmãos ou irmãs mais velhas oferecem objetos ou alimentos perigosos para os menores.
- Evite comprar brinquedos com partes pequenas e mantenha objetos pequenos da casa fora do alcance das crianças.
- Siga a recomendação da embalagem dos brinquedos, com relação à idade ideal para aquisição.


- Não deixe crianças pequenas brincarem com moedas.

     Se a criança se engasgar com algum objeto e não conseguir esboçar qualquer som, está com asfixia, falta de ar e até com os lábios arroxeados, deve-se proceder da seguinte maneira:


Crianças menores de 1 ano: 5 percussões com a mão na região das costas, a criança com a cabeça virada para baixo, seguida de 5 compressões na frente, até que o corpo estranho seja expelido ou a criança torne-se responsiva e reaja. 







Crianças maiores de 1 ano: manobra de Heimlich, que consiste em compressões abaixo das costelas, com sentido para cima, abraçando a criança por trás, até que o corpo estranho seja deslocado da via aérea para a boca e expelido.




     Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria (www.sbp.com.br)






  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se