• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Devo ou não vacinar o meu filho durante a crise do coronavírus?

08/04/2020 Mantém-se a recomendação de vacinar as crianças seguindo o calendário vacinal.

Com a orientação do Ministério da Saúde de ficar em casa o máximo possível, evitar aglomerações e atendimentos públicos de saúde que não são urgentes, durante o período de distanciamento social em função da crise da COVID-19, essa tem sido uma das dúvidas mais frequentes das famílias: devo ou não levar meu filho para fazer as vacinas necessárias que estavam previstas nesse período do ano?

O Ministério da Saúde solicitou que, até o dia 15 de abril, as crianças não fossem levadas aos postos de vacinação durante o período de vacinação dos idosos a fim de protegê-los de uma maior exposição, neste momento que estarão recebendo a vacina da gripe nas unidades, de acordo com a organização de cada estado brasileiro. Segundo o Dr. Renato Kfouri, especialista na área e Presidente do Departamento de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), "embora o Ministério da Saúde tenha recomendado para manter o controle de doenças e diminuir os riscos, isso deve ser uma medida feita pontualmente, em situações onde não há possibilidade de separação. Neste momento, as Sociedade Brasileira de Pediatria e de Imunizações entendem que o melhor caminho é voltar as atividades normais, já passada essa fase inicial de vacinação dos idosos". No começo da campanha de vacinação da gripe, realmente era mais prudente essa recomendação, porém esse momento já passou e agora em abril é possível conciliar e manter a vacinação de rotina em dia, procurando horários alternativos, se possível, evitando aglomerações. Desta maneira, evitaremos o surgimento de doenças evitáveis pela vacinação.

Em abril, inclusive, a Sociedade de Pediatria de São Paulo lança a campanha Abril Azul - Confiança nas vacinas: eu cuido, eu confio, eu vacino para conscientizar sobre a importância na manutenção da vacinação, apoiando ações que promovam o alcance das imunizações por toda a população.

Em resumo, mantém-se a recomendação de vacinar as crianças seguindo o calendário vacinal. Caso tenha dúvidas, consulte o pediatra.

Para dúvidas sobre como agir em tempos de coronavírus, consulte o site oficial e atualizado do Ministério da Saúde aqui.



Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se