• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Carta de um bebê prematuro

13/05/2011


"Se pudessem escutar o que eu lhes digo....

Por favor, lavem sempre as mãos ao me examinarem, brincarem comigo ou me alimentarem, minhas defesas ainda não estão prontas.

A comida que mais gosto é o leite da minha mãe, encorajem-na e ajudem-na a manter a lactação, esse é o melhor alimento que posso receber.

Além de sua atenção eu preciso de seu toque, é o que me faz sentir completo, amado e acarinhado.

Como vocês, sinto dor, frio, cansaço e calor; gosto do escuro para dormir e do contato com a pele, percebam meus sinais de afastamento e aproximação.

Tenho um forte vínculo com meus pais, não me deixem distante deles.

Ah! Eu tenho um nome, que foi escolhido por eles, chamem-me sempre por ele, isso ajuda a criar a minha identidade e nos torna mais íntimos.

Estimulem-me sempre! Preciso que me ensinem a me organizar e dar passos cada vez mais firmes.

Protejam-me! Impeçam que pessoas doentes se aproximem de mim, vacinem-me e conversem sempre com o meu pediatra. Nunca me dêem remédios desnecessários e sem consultá-lo.

Por fim, o que mais preciso é de amor!

E queridos pais, se eu enfrentar problemas, não chorem, não desanimem, me ajudem e trabalhem por mim! Façam das dificuldades um desafio a mais a ser superado, eu saberei retribuir no futuro.

Com carinho..."

por Dr.Renato Kfouri (neonatologista, membro da Sociedade Brasileira de Imunizações - SBIm)


  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se