• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Bebês prematuros de mães obesas podem ter funções mentais prejudicadas

23/04/2012


        Veja.com - 09/03/12


     "Um estudo publicado nesta quinta-feira no periódico Pediatrics sugeriu que a obesidade  materna pode influenciar no desenvolvimento cerebral de bebês prematuros. De acordo com a pesquisa, desenvolvida no Centro Médico Wake Forest Baptist, essas crianças, nascidas antes dos sete meses de gestação, têm maior risco de desenvolver declínio cognitivo.

     [COGNIÇÃO: conjunto de processos mentais usados no pensamento, na percepção, na classificação, no reconhecimento, na memória, no juízo, na imaginação e na linguagem.]


     Segundo os pesquisadores, a medicina tem avançado em relação à taxa de sobrevivência de bebês nascidos com menos de sete meses, mas eles ainda correm mais riscos de sofrer com atrasos no desenvolvimento mental em comparação com os outros bebês. O novo estudo mostra que a obesidade, além de afetar a saúde da mãe, pode contribuir para o aparecimento do problema nessas crianças.
     Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores observaram 921 crianças que haviam nascido antes da 28ª semana de gestação, entre 2002 e 2004. Elas foram analisadas ao nascer e aos dois anos de idade, quando os pesquisadores avaliaram suas habilidades cognitivas. As mães foram entrevistadas e o histórico médico delas, observados.
     Os resultados demonstraram as crianças prematuras filhas de mães com obesidade tiveram problemas precoces nas funções cognitivas. Os pesquisadores observaram que as condições socioeconômicas das famílias dos bebês também interferiram no desempenho cognitivo.
     "Nós não nos surpreendemos com a influência do fator socioeconômico, pois isso já havia sido demonstrado várias vezes", afirma Jennifer Helderman, coordenadora do estudo. De acordo com a pesquisadora, embora a obesidade já tivesse sido associada a inflamações no corpo capazes de prejudicar o cérebro de alguém que sofre com a doença, o problema na gravidez nunca havia sido considerado um fator de risco também para o bebê.
     "A obesidade é de particular interesse para nós porque ela está se tornando cada vez mais comum entre as grávidas", diz Helderman. "Poucos estudos têm abordado fatores de risco pré-natais para o comprometimento cognitivo de crianças nascidas prematuramente. Nosso objetivo é desenvolver tratamentos que impeçam o comprometimento cognitivo em bebês prematuros”.

Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/saude/obesidade-na-gravidez-pode-prejudicar-funcoes-mentais-de-bebes-prematuros








  • TAGS

Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se