• Parceiros oficiais:
  • Efcni
  • March of Dimes
Arraste para navegar

Atriz Sabrina Petraglia fala sobre seu filho prematuro: "Não respirava direito"

26/08/2019 Em entrevista à Marie Claire, a atriz relembrou internação do primeiro filho, Gael, e alergia à proteína do leite.

No dia 1º de maio, Sabrina Petraglia deu à luz Gael, semanas antes do previsto. Primeiro filho da atriz com o engenheiro Ramón Velásquez, ficou internado 19 dias na UTI Neonatal, em São Paulo (SP).

"Os primeiros dias de maternidade foram uma surpresa porque ele nasceu de oito meses. Ficou 19 dias na UTI e eu só consegui pegá-lo no colo no décimo. Achei que estava vivendo um pesadelo. Era uma sequência: o primeiro passo era colocar a touca e a máscara, e lavar as mãos. Depois colocava uma roupa especial para tirar o leite, que também não era fácil, pois não tinha contado com ele. Então, o leite não descia com facilidade. Não desejo para ninguém, os bebês são muito frágeis. Gael não estava conseguindo respirar direito, teve que ser entubado", relembrou em entrevista exclusiva à Marie Claire.

Confira o bate-papo sobre os três primeiros meses de Gael:

MARIE CLAIRE. Depois de 19 dias na UTI, você descobriu que o bebê tinha alergia. Como foi isso?
SABRINA PETRAGLIA. Ele teve alergia da proteína do leite de vaca. Chegamos em casa, fui trocar fralda na madrugada e tinha sangue. Me apavorei. Falei com a pediatra que disse que era alergia, pois dois dias antes, tinha voltado a ingerir proteína. Antes, estava fazendo dieta a base de arroz, feijão, salada, nada de glúten e bastante chá por causa da prematuridade dele. Parei de novo e, exatamente um mês depois, o sangue estancou. Agora, ele está com 4.390 kg e nasceu com 2.880 kg.

MC. Você demorou dez dias para conseguir pegar Gael no colo. O que sentiu no momento em que recebeu aval dos médicos?
SP. Uma eletricidade correu através do meu corpo. Era o amor que estava correndo em mim. Comecei a tremer dos pés à cabeça. Chorei um choro novo. O combinado era só pegar no colo, mas ele se encaixou no peito tão naturalmente e o leite, que tinha dificuldade em sair, assim que sentiu a pegada dele, desceu. Ele ainda estava com sonda e cateter, que era por onde se alimentava. Antes da amamentação, ele não estava evoluindo. Dava dois passos e voltava um. Com isso, acabou saindo do aparelho respiratório e começou a melhorar.

MC. Quantos quilos já perdeu depois do nascimento?
SP. Eu engordei 11 kg, no total, e já perdi 10 kg. A amamentação é algo poderoso.

MC. Você voltou a malhar? Como é esta rotina com o bebê?
SP. Sim, brinco que o Gael é o meu pesinho exclusivo. Estou fazendo exercícios físicos com acompanhamento médico, com o aval da pediatra, ginecologista e da minha consultora de amamentação. Duas vezes por semana treino pilates e estou fazendo um exercício especial voltado para as novas mamães para perder a barriga.MC. O que mudou na sua vida depois do nascimento do primeiro filho?
SP. Virei gente grande mesmo. É uma responsabilidade imensa, é uma vida muito frágil. Posso dizer que evoluí anos em poucos dias.

MC. Você e o Ramón pretendem ter outro filho ou vão parar por aqui?
SP. O engraçado é que eu nunca fui uma mulher que queria ter filhos e, agora, eu quero mais. Quero ter mais filhos, sim.

Fonte: Marie Claire (notícia original publicada em 09/08/19).
(Fotos: Reprodução/ Instagram)



Tem um bebê
prematuro?

Preencha nossos cadastro e ajude
a direcionar as ações da nossa ONG

Cadastre-se