Notícias

01.09.2021

Guerreira Ana Laura

“Estava com 25 semanas de gestação, no dia 9 de maio, logo após sair do meu obstetra, dei entrada no hospital com dores. Acreditava ser infecção urinária, mas eram contrações, não sabemos porque começaram, já que a gestação corria super bem.

No dia 10 de maio, a Ana Lara nasceu, de parto normal, pesando 730g e chorando, apgar 9/10. Vi ela somente no outro dia, não acreditava que ela fosse sobreviver. Depois de um parecer médico, apesar da prematuridade extrema, ela estava bem, passou 32 dias entubada, 7 dias no cpap e mais alguns no O2, fez algumas transfusões de sangue e não teve nenhuma intercorrência grave. O maior desafio foi aprender a mamar, ela não coordenava a respiração e a sucção, e acabava fazendo apneias durante a mamada. Foram quase 40 dias só nesse processo e após 110 dias, tivemos alta, com 40 semanas de idade corrigida, e pesando 3.360Kg.”

(Relato da mamãe Fayrusa, enviado em 2019)

Compartilhe esta história

Histórias Reais

Veja histórias por:

Receba as novidades

Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no universo da prematuridade.