Notícias

Notícias

30.05.2022

Doação de Sangue

A doação de sangue e seu processamento são fundamentais para garantir a disponibilização de componentes sanguíneos para os pacientes que necessitam de transfusão, como vítimas de acidentes, que necessitam de cirurgias ou outras situações clínicas. Se cada cidadão saudável doasse sangue pelo menos duas vezes por ano, não seriam necessárias campanhas emergenciais para coletas de reposição de estoques. O sangue não tem substituto e, por isso, a doação voluntária é fundamental. Uma simples doação pode salvar muitas vidas. Toda pessoa em boas condições de saúde pode doar sangue sem qualquer risco ou prejuízo à sua saúde.

Para doar sangue é necessário se enquadrar nos seguintes critérios:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Apresentar documento oficial de identidade com foto;
  • O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que os candidatos a doação com menos de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal;
  • Pesar no mínimo 50 Kg com desconto de vestimentas;
  • Não estar em jejum e evitar alimentação gordurosa;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação;
  • Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação;

Impeditivos temporários para doação de sangue:

  • Gripe ou febre;
  • Gestantes ou mães que amamentam bebes com menos de 12 meses;
  • Até 90 dias após aborto ou parto normal e até 180 dias após cesariana;
  • Tatuagem ou acupuntura nos últimos 06 meses;
  • Exposição à situação de risco para a AIDS (múltiplos parceiros sexuais, ter parceiros usuários de drogas);
  • Herpes labial.

Outros critérios que impedem a doação serão verificados por ocasião da entrevista de triagem. Impeditivos definitivos para doação de sangue:

  • Doença de Chagas;
  • Hepatite após os 11 anos de idade;
  • Ser portador dos vírus HIV (AIDS), HCV (Hepatite C), HBC (Hepatite B), HTLV;
  • Uso de drogas injetáveis.
  • Diabetes tipo I, Diabetes tipo II, insulino-dependente

Outros critérios que impedem a doação serão verificados por ocasião da entrevista de triagem.

Intervalos que devem ser respeitados entre as doações:

  • Mulheres: período de 90 dias/máximo de 3 doações nos últimos 12 meses;
  • Homens: período de 60 dias/máximo de 4 doações nos últimos 12 meses.

Segue link onde é possível encontrar materiais para campanha de doação de sangue: 

http://portalarquivos.saude.gov.br/campanhas/doesangue/ 

Orientação para doação de sangue na Pandemia COVID-19

NOTA TECNICA Nº 4/2022- CGSH/DAET/SAES/MS*

Pessoas candidatas à doação de sangue com diagnóstico ou suspeita de covid-19 e que apresentaram doença sintomática, mesmo nos casos leves/moderados, deverão ser consideradas inaptas por um período de 10 dias após a completa recuperação (assintomáticas e sem manifestações clínicas prolongadas que contraindiquem a doação);

Pessoas candidatas à doação de sangue que apresentaram um teste diagnóstico para SARS-CoV-2 (por exemplo, teste PCR ou pesquisa de antígenos em swab de nasofaringe) positivo, mas permanecem assintomáticas, deverão ser consideradas inaptas por um período de 10 dias da data da coleta do exames;

Pessoas candidatas à doação de sangue que tiveram contato próximo 1 a um caso confirmado de covid-19 durante o seu período de transmissibilidade, conforme definição do Ministério da Saúde, nos últimos 10 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de covid-19, deverão ser consideradas inaptas pelo período de 7 dias após o último contato com essas pessoas;

Pessoas candidatas à doação de sangue que permaneceram em isolamento voluntário ou indicado por equipe médica devido a sintomas de possível infecção pelo SARS-CoV-2 deverão ser consideradas inaptas pelo período que durar o isolamento, conforme definição do Ministério da Saúde.

Não existe evidência, até o presente, de transmissão transfusional dos coronavírus, estas orientações são medidas de precaução.

Orientação sobre inaptidão temporária para doação de sangue de candidatos que foram submetidos a vacinação contra a Covid-19

NOTA TÉCNICA Nº 12/2021/SEI/GSTCO/DIRE1/ANVISA

    Compartilhe esta história

    Histórias Reais

    Veja histórias por:

    Receba as novidades

    Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo que acontece no universo da prematuridade.